PREVENIR

Seu prédio ou local de trabalho está seguro? Não? Então dê um minuto de atenção a estas informações.

As portas corta fogo merecem as nossas atenções...

... um equipamento comum em nossas vidas – quer estando em casa (para aqueles que residem em apartamentos) quer em nossos momentos de lazer ou no trabalho, a porta corta-fogo não costuma chamar a nossa atenção, salvo quando em um teatro ou cinema somos informados de que “... nas laterais há portas corta-fogo destravadas e com barras anti-pânico...”

Como acontece com qualquer equipamento de emergência, somente nos damos conta de sua importância quando da sua falta ou momento de uso – muitas pessoas ainda se recordam do Edifício Joelma (que não possuía portas corta fogo), incendiado em 1974, no qual morreram 179 pessoas.

Seu papel é conter as chamas, o calor e a fumaça gerada pelo fogo, por isso devem estar instaladas nas saídas de emergência e escadas de incêndio, garantindo a segurança das rotas de fuga para as pessoas e bombeiros em situações de incêndio.

Segurança tratada com seriedade!

No Brasil existe um órgão chamado ABNT que regula a fabricação e manutenção das portas corta fogo, a norma que trata deste tema é a NBR 11742 que classifica as portas e acessórios (dobradiças e fechaduras).

As portas corta fogo são utilizadas no dia-a-dia como passagem, quando subimos ou descemos um andar. Sendo assim, ela não fica inerte aguardando o momento de “entrar em cena”, pelo contrário: é manuseada diversas vezes em movimentos de abrir e fechar. O primeiro item a ser verificado é a questão do fechamento das portas, a norma dita que a porta, aberta a 60° deve se fechar e travar automaticamente em até 8 segundos. Depois deve ser verificada a lubrificação das fechaduras e dobradiças e também a condição do material interno das portas, ao toque deve-se perceber se ela está oca ou maciça, se estiver oca chegou o momento de sua troca. Além destas verificações, pensando em aumentar o tempo de vida destes equipamentos deve-se observar o uso de agentes corrosivos na limpeza das escadas de emergência (água sanitária, cloro), pois provocam a oxidação das portas. Sintomas comuns do uso de tais agentes corrosivos é a presença de ferrugem na parte inferior das portas corta fogo.

Por isso, lembre-se sempre da Dominante quando vir ou utilizar uma porta corta fogo, estamos prontos para oferecer a melhor solução em segurança contra incêndio para o seu patrimônio, seja ele a sua casa, ambiente de trabalho ou lazer!

Fonte: http://www.abnt.org.br/m3_preview.asp?cod_pagina=1227&cod_idm=1

(11) 4617-3747 - Nextel ID: 86*14128 | e-mail: vendas@dominante.ind.br Socci Comunicação